13 dicas para alcançar 10 mil visualizações no Youtube – Por Danilo Strano

Lucas Rangel e outros influenciadores digitais são foco de matéria on-line da Revista Exame
31 de março de 2017
TubeLab impulsiona o setor de Novos Negócios
28 de abril de 2017

13 dicas para alcançar 10 mil visualizações no Youtube – Por Danilo Strano

O Youtube tem mudado sua forma de priorizar os vídeos que aparecem em destaque para a comunidade. Isso tem gerado algumas dúvidas nos produtores de conteúdo e, principalmente, para quem pretende começar um canal. Nos últimos dias, foi anunciado que apenas as páginas com mais de 10 mil visualizações poderão monetizar seus vídeos. Analisando as mudanças, e tendo como referência os canais que conseguem produzir conteúdo de qualidade e com audiência, fiz uma lista de 13 dicas para quem pretende iniciar na produção de conteúdo e ultrapassar a nova barreira da monetização.

Claro que vocês podem se perguntar se existem exceções. Evidente que sim, pois há canais com milhões de inscritos que fazem exatamente tudo ao contrário do dito aqui. Eles são alguns dos fenômenos do Youtube e não correspondem nem a 1% dos produtores de conteúdo. A escolha vai do leitor: trabalhar para estar entre os 99% ou torcer para ser uma exceção!

1- Originalidade

Essa orientação serve para o youtuber, mas diz respeito a qualquer pessoa que pense em criar seu próprio conteúdo. Você não representará melhor outra pessoa do que a si mesmo.

2- Paciência

Até os youtubers com milhões de views começaram tendo um view.

3- Metas

Crie suas próprias metas de criação e produção.

4- Títulos

Faça o pensamento inverso da maioria: comece pesquisando quais palavras são mais buscadas, porque são essas que precisam estar no título.

5- Thumb

Não julgue o livro pela capa? Infelizmente não é a realidade da vida, muito menos da internet.

6- Gravação

É o momento de pensar apenas no que será dito e encenado. Só convide pessoas para assistir se tiver segurança para isso.

7- Edição

O ritmo do vídeo diz muito sobre o conteúdo. Assista e busque referencias. Se não souber editar, procure um amigo ou um profissional.

8- Qualidade

Não precisa da melhor câmera e microfone, o celular muitas vezes resolve esse problema. Mas se não for especialista, pesquise sobre o assunto.

9- Convidados

Para alguns tipos de conteúdo fica muito difícil trazer um convidado, mas para maioria não. Tente sempre trazer novas pessoas para interagirem no vídeo.

10- Networking

Conviva com outros produtores. Nada melhor para ficar por dentro das novidades do Youtube.

11-  Fale com a audiência

Diferente da TV e Rádio, o Youtube permite a interação com quem consome o conteúdo. Use isso a seu favor.

12- Bom senso

Nem toda tag ou onda do Youtube serve para você. Entenda se seu conteúdo tem afinidade com a onda do momento. Se não tiver, segue o jogo, não force a barra.

13- Pesquise

Seu canal pode estar crescendo, mas nunca pare de procurar referencias nacionais e internacionais. Diariamente, existem milhares de conteúdos novos no Youtube.

Por Danilo Strano, diretor de planejamento da TubeLab

O Youtube tem mudado sua forma de priorizar os vídeos que aparecem em destaque para a comunidade. Isso tem gerado algumas dúvidas nos produtores de conteúdo e, principalmente, para quem pretende começar um canal. Nos últimos dias, foi anunciado que apenas as páginas com mais de 10 mil visualizações poderão monetizar seus vídeos. Analisando as mudanças, e tendo como referência os canais que conseguem produzir conteúdo de qualidade e com audiência, fiz uma lista de 13 dicas para quem pretende iniciar na produção de conteúdo e ultrapassar a nova barreira da monetização.

Claro que vocês podem se perguntar se existem exceções. Evidente que sim, pois há canais com milhões de inscritos que fazem exatamente tudo ao contrário do dito aqui. Eles são alguns dos fenômenos do Youtube e não correspondem nem a 1% dos produtores de conteúdo. A escolha vai do leitor: trabalhar para estar entre os 99% ou torcer para ser uma exceção!

1- Originalidade

Essa orientação serve para o youtuber, mas diz respeito a qualquer pessoa que pense em criar seu próprio conteúdo. Você não representará melhor outra pessoa do que a si mesmo.

2- Paciência

Até os youtubers com milhões de views começaram tendo um view.

3- Metas

Crie suas próprias metas de criação e produção.

4- Títulos

Faça o pensamento inverso da maioria: comece pesquisando quais palavras são mais buscadas, porque são essas que precisam estar no título.

5- Thumb

Não julgue o livro pela capa? Infelizmente não é a realidade da vida, muito menos da internet.

6- Gravação

É o momento de pensar apenas no que será dito e encenado. Só convide pessoas para assistir se tiver segurança para isso.

7- Edição

O ritmo do vídeo diz muito sobre o conteúdo. Assista e busque referencias. Se não souber editar, procure um amigo ou um profissional.

8- Qualidade

Não precisa da melhor câmera e microfone, o celular muitas vezes resolve esse problema. Mas se não for especialista, pesquise sobre o assunto.

9- Convidados

Para alguns tipos de conteúdo fica muito difícil trazer um convidado, mas para maioria não. Tente sempre trazer novas pessoas para interagirem no vídeo.

10- Networking

Conviva com outros produtores. Nada melhor para ficar por dentro das novidades do Youtube.

11-  Fale com a audiência

Diferente da TV e Rádio, o Youtube permite a interação com quem consome o conteúdo. Use isso a seu favor.

12- Bom senso

Nem toda tag ou onda do Youtube serve para você. Entenda se seu conteúdo tem afinidade com a onda do momento. Se não tiver, segue o jogo, não force a barra.

13- Pesquise

Seu canal pode estar crescendo, mas nunca pare de procurar referencias nacionais e internacionais. Diariamente, existem milhares de conteúdos novos no Youtube.

Por Danilo Strano, diretor de planejamento da TubeLab

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *